ZEMA COBRA QUE POLICIAIS E PROFESSORES SEJAM INCLUÍDOS NOS GRUPOS PRIORITÁRIOS DA VACINAÇÃO

O governador Romeu Zema (Novo) cobrou, nesta sexta-feira (26), que policiais e professores sejam incluídos em grupos prioritários da campanha de vacinação contra a Covid-19. A declaração foi feita em um vídeo publicado nas redes sociais.

Durante uma reunião nesta manhã, entre governadores e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, Minas, assim como outros estados, solicitaram que Programa Nacional de Imunização garanta as doses a esses profissionais logo após a vacinação de pessoas com mais de 60 anos.

“Vários grupos, como policiais e professores, precisam ter prioridade. O calendário nacional precisa ser alterado para atender essas categorias tão importantes. Precisamos ter uma comunicação única, um procedimento único, para que nenhum grupo ou nenhum Estado, venha a ter privilégios em relação aos outros. A vida é um direito de todos e ninguém pode ser tratado de modo diferente”, disse o governador de Minas.

Zema avaliou, ainda, que a expectativa é de que todos os idosos em Minas sejam imunizados ainda em abril. “Vamos vacinar para preservar mais vidas. Seguimos lutando por Minas”, concluiu em uma publicação.

Até o momento, 1.182.035 pessoas já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Minas. Deste grupo, 454.441 tomaram a segunda dose, de acordo com os dados do vacinômetro, painel da SES que monitora a campanha.

Dos idosos com mais de 75 anos, 641.917 já foram imunizados e 131.527 receberam a aplicação em segunda dose. Para todo o território mineiro, o Ministério da Saúde já disponibilizou 3.645.330 vacinas, sendo 2.648.596 distribuídas aos 853 municípios. As últimas 475,6 mil doses chegaram ao Estado nesta manhã e vão ser usadas para ampliar a vacinação e imunizar pessoas com idades entre 65 e 69 anos.

Fonte: Jornal Hoje em Dia