POLICIAIS CIVIS REIVINDICAM INCLUSÃO EM GRUPO DE PRIORIDADE DE VACINA CONTRA COVID-19 E AMEAÇAM GREVE

Os policiais civis de Minas Gerais reivindicam a vacinação imediata contra a covid-19 e o cumprimento de prioridade das Forças de Segurança na fila de imunização contra a doença. 

Segundo a diretora da Confederação Brasileira de Policiais (COBRAPOL), Aline Rizzi, caso não seja atendida a reivindicação, a categoria pode cruzar os braços.

“Nossa principal reivindicação se refere a vacinação imediata dos policiais, além de sermos contrários à PEC da Reforma Administrativa. Infelizmente, a situação está muito crônica nas delegacias. Precisamos das vacinas urgentemente pois a covid-19 está alastrando em muitas unidades da Polícia Civil, infectando e matando os policiais”, denuncia.

Ela completa: “Não há sanitização dos locais infectados. A Polícia Civil faz seu trabalho 24 horas por ser um trabalho essencial. Está correndo risco pois tem contato com a população o tempo todo. Ao mesmo tempo, a categoria pode ser um vetor de contaminação a sociedade”.

Aline Rizzi reclama da categoria ser imunizada após outros grupos de risco. “Foi colocada a segurança pública, em tese, entre os grupos prioritários. Mas colocaram a segurança após os presos e a outras categorias que não estão na linha de frente contra à convid-19”, reclama.

A sindicalista faz um apelo ao governador de Minas para que atenda a reivindicação. “Governador Romeu Zema, a segurança precisa ser vacinada. Nós estamos correndo risco e passando risco para a sociedade. Gostaria de frisar que alguns Estados já vão vacinar os policiais, como o Pará, Tocantins, Amazonas e Bahia. A segurança precisa ser priorizada efetivamente em Minas. Se a situação continuar dessa forma e não for resolvida, podemos seguir manifestando e, inclusive, podendo ter um lockdown  em Minas e em todo Brasil da segurança pública por 24 horas”, ameaça 
 
OUTRO LADO

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) alegou que segue o preconizado pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde.

O Governo de Minas afirmou ainda que a expectativa é que novas doses da vacina sejam destinadas aos municípios mineiros, ampliando os públicos de vacinação, tão logo outras remessas do imunizante sejam encaminhadas pelo Ministério da Saúde ao Estado.

Fonte: Rádio Itatiaia