SINDEPOMINAS VOLTA À ALMG PARA DEFENDER A NOMEAÇÃO DE DELEGADOS EXCEDENTES

A presidente do Sindepominas, dra. Camilli, participou na manhã desta terça-feira de mais uma oportunidade de discussão durante Audiência Publica na ALMG para discutir a escassez de recursos humanos da Polícia Civil de Minas Gerais e outras dificuldades enfrentadas pelas forças de Segurança no Estado. A oportunidade reuniu também lideranças dos representantes de classe de toda a Polícia Civil, além de policiais militares e bombeiros militares. Durante a Audiência Pública, Dra. Camilli defendeu, mais uma vez, a nomeação dos 65 Delegados de Polícia excedentes, foi veemente na reestruturação global dos recursos humanos e combateu o sucateamento da Polícia Civil, que vem padecendo com uma redução crescente de investimentos nos últimos anos. "Nós não vamos deixar de cobrar e exigir que a PCMG tenha o tratamento que merece por parte do Estado, pois, além dos policiais e a sua família, a sociedade mineira é a maior prejudicada com os parcos recursos destinados ao trabalho de investigação da polícia judiciária", afirmou a presidente do Sindepominas.