POLÍCIA PRENDE INTEGRANTES DE QUADRILHA SUSPEITA DE MATAR CABO E VIGILANTE EM SANTA MARGARIDA

Mais dois suspeitos de integrar a quadrilha que tentou assaltar dois bancos e matou duas pessoas em Santa Margarida, na Zona da Mata de Minas Gerais, foram presos nesta quarta-feira (26), de acordo com a Polícia Civil. Outros quatro já haviam sido presos.

Os crimes ocorreram no dia 10 deste mês. As vítimas são Marcos Marques da Silva, 37 anos, que era cabo da Polícia Militar (PM), e o vigilante Leonardo José Mendes, 53 anos. Câmeras registram o momento em que este foi executado. Os bandidos estavam armados de fuzis e tentaram roubar as agências do Banco do Brasil e do Sicoob.

Ainda segundo a polícia, os dois presos são um chefe da quadrilha e um membro que teria passado informações sobre os bancos.

Nesta quarta-feira (26), também foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao grupo, incluindo um imóvel do advogado da quadrilha. A polícia não informou o que foi apreendido.

Crimes

No dia de julho, cinco criminosos fortemente armados com fuzis tentaram roubar as agências do Banco do Brasil e do Sicoob em Santa Margarida, de acordo com a Polícia Militar (PM). O cabo, que acabou morto, estava próximo a uma esquina e tentava se aproximar dos assaltantes, que atiram contra ele. Ele foi surpreendido pelo grupo em uma caminhonete.

Dois vigilantes do Sicoob foram baleados. Um morreu e o outro foi socorrido para um hospital.

Os suspeitos fugiram em uma picape e fizeram duas pessoas reféns. Elas foram liberadas na saída da cidade. Após buscas, três criminosos foram presos na data. Três armas calibre 12, uma submetralhadora, dois coletes à prova de balas e muita munição foram apreendidos.

O quatro suspeito foi preso no dia 16. Ele foi encontrado em Orizânia, na Região da Zona Mata, por meio de denúncias anônimas. Uma pistola foi apreendida.

Fonte: G1