PCMG LANÇA CARTILHA CONTRA ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL

Para marcar a semana da luta contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) lança, nesta quinta-feira (23), a cartilha "É direito de toda criança crescer sem violência".

O lançamento aconteceu durante ação da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) na Escola Municipal Israel Pinheiro - Emip, no bairro Alto Vera Cruz, em Belo Horizonte.

Na oportunidade, as Delegadas Isabella Franca e Iara Camargos cooordenaram uma equipe de investigadores e analistas que apresentaram um teatro de fantoches, com a participação da mascote da Polícia Civil, o Tirinha, para ilustrar a história trazida na cartilha. Cerca de 200 crianças, entre 8 e 9 anos, receberam a cartilha e assistiram aos personagens "Aninha e João" (nome dos fantoches), que falaram sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Para a diretora da escola, Vânia Elizabeth Ferreira, "a parceria com a Polícia Civil é de extrema importância no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. As ações de prevenção fazem toda a diferença quando se trata desta demanda. A ação realizada com estudantes do quarto e quinto ano na Emip teve um caráter lúdico e apropriado à idade. A metodologia utilizada foi bastante eficaz, mesmo se tratando de um tema tão pesado. A equipe interagiu de maneira extremamente positiva com as crianças. Ações como esta também são eficazes em promover a aproximação das crianças com a polícia, combatendo mitos presentes no cotidiano da comunidade".

A Delegada Isabella Franca destaca a aproximação da Polícia Civil com a comunidade e acredita que esses trabalhos preventivos possam contribuir para diminuir a subnotificação e orientar as pessoas quanto aos canais de denúncias e as formas de violências que as crianças estão sujeitas.

A cartilha "É direito de toda criança crescer sem violência" foi desenvolvida pelo Departamento de Investigação, Orientação e Proteção à Família e impressa em parceria com o Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Minas Gerias (Sindepominas).

 

Fonte: PCMG