NO DIA DO MEIO AMBIENTE, POLÍCIA CIVIL CRIA 'LISTA DE ADOTANTES' PARA CÃES

Mel, Flor e Sabrina estão prontas para  ganhar um novo lar e muito carinho. Elas foram vacinadas e fizeram todos os exames que atestaram que não têm nenhuma doença. Não estão mais arredias e dóceis se aproximam de quem chega para fazer um carinho. As três cadelas foram resgatadas por policiais do Departamento Estadual de Investigação de Crimes contra o Meio Ambiente (DEMA) em operações.

Diante das péssimas condições de vida de muitos desses animais, o chefe do departamento Bruno Tasca criou a "Lista de Adotantes" para que esses bichinhos possam ser adotados e ganham donos que correspondam a todo afeto que eles dão gratuitamente.

A iniciativa foi apresentada em solenidade que comemorou o Dia Internacional do Meio Ambiente, 5 de junho, e um ano de criação do DEMA. "Tínhamos um gargalo que era a destinação dos animais vítimas de maus-tratos", diz a delegada Carolina Bechelany. Ela lembra que, mesmo depois das notificações, a única opção era que os agressores ficassem com os animais. Não havia para onde encaminhá-los.

Com a Lista de Adotantes, os animais poderão ter outro destino. Os interessados em adotar animais vítimas de maus-tratos devem entrar em contato com o departamento e informar nome, endereço e as características dos animais que gostariam de ter de estimação. Para encontrar o companheiro dos sonhos, os interessados precisam passar por um entrevista para que os policiais possam identificar o perfil de cães que mais se adéqua.

O DEMA estabeleceu parceria com três universidades (Newton Paiva, Uni-BH e Arnaldo) para prestar os cuidados veterinários aos animais resgatados. A policial e veterinária Luísa de Oliveira Lisboa lembra que os maus-tratos podem ser passivos ou ativos. Nos casos passivos, o dono do animal comete crime por omissão, deixando de alimentar, dar os devidos cuidados veterinários. "Muitos deixam o local dos animais sujo, tomado por fezes, não colocam ração, enfim cometem maus-tratos por negligência", afirma. A forma ativa prevê agressão e envenenamento. "A maior parte dos casos de maus-tratos é por negligência", diz. 

 

COMO FAZER A ADOÇÃO

Os interessados podem ligar para (31) 3212-1346 ou podem ir pessoalmente ao DEMA, na Rua Bernardo Guimarães, 1.571, Bairro Lourdes.

 

Fonte: Jornal Estado de Minas