IPVA PARA SERVIDORES PÚBLICOS VENCE NESTA TERÇA-FEIRA

Os servidores públicos do Executivo de Minas Gerais têm até esta terça-feira (30) para quitarem o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2019. A data de vencimento diferenciada em relação aos demais contribuintes do Estado de Minas Gerais ocorreu em função do não pagamento do 13º salário pelo governo anterior e abrange os servidores militares e civis, ativos ou inativos, e pensionistas.

O governo ressalta que o veículo deve estar em nome do servidor ou pensionista do Estado para que a prorrogação do vencimento seja válida. O desconto de 3 % para o pagamento em cota única está mantido para o funcionalismo. Quem optou por pagar parceladamente, também deverá quitar a(s) parcela(s) restante(s) até esta terça-feira.

Segundo os dados do governo de Minas Gerais, a estimativa de arrecadação com o imposto devido por esse público é de R$ 336,3 milhões – referente a 470.565 veículos. Até o dia 31 de março – data do último balanço feito pela Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais (SEF) –, R$ 173,8 milhões (51,7% do total lançado) já haviam sido pagos, antecipadamente em parcelas ou integralmente.

FORMA DE PAGAMENTO

Para efetuar o pagamento, basta o servidor se dirigir a um agente arrecadador (bancos credenciados) e apresentar o número do Renavam do veículo ou emitir a guia de arrecadação no site da  SEF.

A prorrogação do pagamento do IPVA não abrange a Taxa de Licenciamento (TRLAV 2019), cujo vencimento ocorreu no dia 1º de abril para todos os proprietários de veículos do estado.

MULTA

O não pagamento do IPVA no prazo estabelecido gera multa de 0,3% ao dia (até o 30º dia), e de 20% após o 30º dia. Os juros são calculados pela taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e incidem sobre o valor do imposto ou das parcelas, acrescido da multa.

A falta do pagamento do tributo também impede a emissão, pelo Detran-MG, do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) 2019. O documento será exigido pelas autoridades de trânsito a partir de 1º de agosto para os veículos com placa de final 1 a 5 e a partir de 1º de setembro para as placas de final 6 a 0. Para obter o CRLV 2019, o proprietário de veículo também deve estar em dia com a TRLAV, o Seguro Obrigatório (Dpvat) e eventuais multas.

Fonte: Jornal O Tempo