ENTIDADES MINEIRAS SE MOBILIZAM NO SENADO PARA DEFENDER OS DIREITOS DOS SERVIDORES DA SEGURANÇA PÚBLICA

O Sindepominas e mais 23 entidades de classe representativas das forças de Segurança Pública, além de vários parlamentares mineiros, a Adepol do Brasil e a Fendepol estão mobilizados junto ao Senado Federal para que essas categorias não sofram com o congelamento de salários e o impedimento de progressões de carreira, que seriam as contrapartidas dos estados para receberem o socorro financeiro da União, ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, conforme prevê o PLP 149/2019. 

Desde o início das discussões deste Projeto de Lei, no ano passado, todos os líderes partidários concordaram em excepcionar destas restrições os profissionais da segurança e da saúde. Agora, tal justificativa é ainda mais imperiosa porque, no enfrentamento ao Covid-19, milhares de profissionais de saúde e de segurança pública atendem ao dever legal de enfrentar a pandemia para proteger a população, colocando em risco a própria vida.

Para ter acesso ao ofício assinado por todas as entidades, clique aqui.

Para saber mais sobre o PLP 149/2019, clique aqui.