DIRETOR DE ESCOLA ALICIAVA ADOLESCENTES COM PRESENTES EM TROCA DE SEXO EM ITAÚNA

Um diretor de uma escola e líder comunitário, de 33 anos, foi indiciado pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (5), pelos crimes de estupro de vulnerável, tráfico de drogas, lesão corporal, associação para o tráfico e corrupção de menores em Itaúna, no Centro-Oeste de Minas Gerais. 

O suspeito teria abusado sexualmente de, ao menos, cinco vítimas de 14 e 15 anos. Uma delas foi abusada por um ano. O homem já tinha passagem criminal por estupro de vulnerável. “Recebemos informações de que o investigado aliciava as vítimas, fornecendo a elas dinheiro, presentes, comidas e favores a troco de prática de sexo com ele”, explica o delegado Leonardo Pio.

Segundo a Polícia Civil, as investigações tiveram início em novembro do ano passado, quando a polícia recebeu denúncias sobre os crimes. O suspeito foi preso e o namorado, um adolescente, foi apreendido, há cerca de um mês em uma operação policial.  

“Trata-se de uma resposta aos criminosos dessas espécies delitivas tão repugnantes que a PCMG está atenta e atuará sempre com rigor. Para as vítimas e os seus familiares, é a certeza de que, tão logo denunciados, os fatos serão apurados com eficiência e celeridade”,

Na casa do suspeito foram apreendidos dois aparelhos celulares, diversos pen drives, dois computadores e porções de maconha. Os aparelhos tecnológicos vão passar por perícia policial. 

O homem vai responder por estupro de vulnerável, corrupção de menores, lesão corporal, tráfico de drogas e associação para o tráfico. “Se somadas as penas, e o suspeito condenado, essas poderão superar os 80 anos de reclusão”, conclui o delegado. Não foi informado se o suspeito atuava em escola pública ou particular. O inquérito foi encaminhado à Justiça. 

Fonte: Jornal O Tempo