APÓS IMPASSE ENTRE PETISTA E BANCADA DA SEGURANÇA, PROJETO DE RECOMPOSIÇÃO DEVE SER VOTADO NA ALMG

O projeto de recomposição salarial de 37% dos servidores da segurança deve ser votado nesta quinta-feira na Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia Legislativa de Minas (ALMG), após muita pressão e impasse, e a depender de negociação.

Nessa quarta-feira (12), centenas de policiais e agentes penitenciários e sócioeducativos lotaram a ALMG, mas a reunião da comissão foi cancelada duas vezes por falta de deputados suficientes. Nos bastidores, a informação é de que alguns parlamentares não quiseram se expor votando contra emenda de deputada Beatriz Cerqueira (PT), que sugeriu estender a medida para todo o funcionalismo.

Diante da proposta, o deputado Sargento Rodrigues (PTB) disse que a Bancada da Segurança apresentaria emendas para atrasar a votação de todos os projetos de recomposicão salarial e adequação do quadro funcional da ALMG, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, do Ministério Público de Minas Gerais e do Tribunal de Contas do Estado e que obstruiria todas as votações, inclusive a dos projetos relacionados à chuva, que seriam votados em segundo turno na manhã dessa quarta.

Fonte: Itatiaia